Adote peças de roupa que ajudam a esconder as gordurinhas

Conhece os looks mágicos que disfarçam os quilinhos extras

Carol Costa
Saia lápis
A saia lápis "esconde" a barriga
Foto: Reprodução/ANAMARIA
Aprenda truques fashion e passe a usar o guarda-roupa a seu favor! Veja o antes e o depois da nossa modelo e arrase:

Saia

Quem está acima do peso deve evitar casacos curtos e saias nos joelhos, como no look da imagem acima, à esquerda. Note como os botões estão repuxados!

 Ultrafeminina, a saia lápis marca a cintura e vai do trabalho à festa sem perder a pose, como se vê na imagem acima, à direita. Padrões florais de tamanho médio são perfeitos para quem tem quadril largo.

 Quem não se sente à vontade com uma peça muito curto deve optar pela barra quatro dedos acima do joelho. Esse comprimento alonga as pernas sem medo. Já o decote em "V" cheio de babados da camisa branca equilibra o volume dos quadris.

Vestidos 
Vestido
Para turbinar o busto, escolha tomara que caia com barbatanas ou estruturado
Foto: Reprodução/ANAMARIA
A menos que você seja alta, fuja dos vestidos que têm barra no tornozelo (na imagem acima, à esquerda). Fique longe também das estampas grandes, pois elas engordam!

Para usar um vestido em grande estilo, experimente uma peça lisa (na imagem acima, à direita). Quanto mais alto o sapato, mais magra você parecerá. De tecido molinho e longo, o novo blazerdeixa o tomara que caia mais formal.


 Se tiver barriga alta, prefira modelos com três botões. A faixa faz as vezes de cinto, destacando a linha abaixo do busto. Bom truque para corpo maçã.

Blusa 
Blusa
Justa e com decote assanhado, a segunda pele põe as manguinhas de fora por você
Foto: Reprodução/ANAMARIA
Cuidado com as peças que não modelam a silhueta! Repare na imagem acima, à esquerda, que ablusa não valoriza em nada o visual da modelo. Para disfarçar a flacidez não é preciso usar peças largas. 

segunda pele, justa e com decote assanhado, é uma ótima opção. Cobrindo pneuzinhos, o colete de alfaiataria deixa o colo à mostra e ainda destaca a cintura. De quebra, a saia jeansmoderniza o visual.


Calça
Calça
De corte reto ou levemente pantalona, ela faz você parecer mais alta e fininha
Foto: Reprodução/ANAMARIA
A camisa curta combinada com a calça de boca estreita acentua os quadris, um perigo para quem tem o corpo tipo "pera", ou seja, com busto avantajado e quadril largo - confira na imagem acima, à esquerda.

De corte reto ou levemente pantalona, um modelo de calça pode fazer qualquer mulher parecer mais magra. A cor que mais emagrece não precisa compor um visual sem graça. Use-a com acessórios de peso, como a bolsa da imagem acima, à direita.


 Duas pregas deixam a calça confortável, sem aumentar o volume. Aposte em modelos retos ou tipo pantalona. Para potencializar o "efeito magra", a barra da calça deve cobrir metade do salto.

Mega Polo Moda: confira as tendências de moda "plus size" apresentadas no evento

O evento Mega Polo mostra que mulheres com manequim 44, 46, 48... podem, sim, desfilar sem medo as tendências outono/inverno!

Belisa Rotondi
Mega Polo Moda
Estampa animal e xadrez são algumas das tendências apresentadas pelo Mega Polo Moda
Foto:Carlos Bessa

Três dicas essenciais

 Os três dias de desfiles promovidos pelo evento Mega Polo Moda, em São Paulo, mostraram não só as tendências desta temporada, mas também que gordinhas podem - e devem - aderir às novidades!
Estampa animal: use apenas uma peça com a padronagem, que deve ser pequena, "na parte de cima, em camisa com corte acinturado ou decote em v", orienta a consultora de moda patrícia villar. E evite contraste entre estampa e fundo.
Xadrez: deve estar sempre na parte de cima do look. Valem as versões menores, para não aumentar o tronco. prefira modelos ajustados, como blazer e camisa acinturados, pois peças largas e soltas dão a impressão de ainda mais volume.
Skinny: quem disse que só as donas de pernas finas podem usar calça justa? O truque para as cheinhas é alongar: cubra parte do sapato de salto com a barra da calça. Eles devem ser da mesma cor. Por cima, use camisa acinturada.

Oito tendências imperdíveis

 Aprenda como usar outras peças que estarão em alta na temporada outono/inverno. E o melhor: saiba como adaptá-las para valorizar as melhores partes do seu corpo.
Peças
Cinto fino: o acessório faz toda a diferença, "criando" uma cintura em sua silhueta. Escolha um modelo com dois dedos de largura e use sobre vestidos, casacos e coletes, sempre na altura da cintura. A tonalidade deve ser igual ou semelhante à cor da sua roupa!
Colete: ele deixa seu corpo com cinturinha! Basta usá-lo fechado ou com cinto fino. "Por baixo, uma blusa com manga, para disfarçar braço cheinho", diz Patrícia.
Renda: os tons escuros são os melhores. "Pode ser um tubinho reto ou saialápis pretos", orienta. A renda deve ser fina para não aumentar as curvas.
Jeans: as versões escuras sem lavagem vão valorizar as formas. No caso de camisas, o corte deve ser acinturado. Se não for, coloque um cinto fino.
Peças
Floral: use na parte de cima do corpo e escolha estampas com flores pequenas. Jaquetas acinturadas e vestidos com decote em v são boas opções.
Transparência: opte por colocá-la em mangas largas, no colo e nas costas, como continuação de um tomara que caia, ou em uma túnica sobre outras peças.
Vestido-casaco: use com meia-calça e bota de cano longo de tom próximo ao do casaco ou vista um tubinho preto, usando o casaco, aberto, por cima, com cinto fino.
Longos informais: saias e vestidos longos continuam na moda neste outono/inverno - principalmente se você tem estatura média ou alta. Para marcar a cintura, use um cinto fino, um paletó bem acinturado ou mesmo um colete. Nos pés, um sapato com salto alongará sua silhueta.

O Leão



Christian foi um leão encontrado em 1969 por dois australianos que moravam em Londres, John Rendall e Anthony 'Ace' Bourke na loja de departamentos Harrods.
Eles o encontraram, a venda, no departamento de animais exóticos e, comovidos com suas condições e futuro, decidiram comprá-lo. Rendall, Bourke e suas namoradas Jennifer Mary e Unity Jones cuidaram do leão até que ele tivesse um ano de idade.
O tamanho cada vez maior de Christian e o custo para mantê-lo fizeram com que eles percebessem que não poderiam mantê-lo em Londres por muito tempo.
A solução veio quando Bill Travers e Virginia McKenna, estrelas do filme Born Free, visitaram a loja de móveis de Rendall e Bourke, onde Christian passava seus dias.
Travers e McKenna sugeriram, então, que eles pedissem a ajuda de George Adamson, um conservacionista Kenyano que, justamente com sua esposa Joy, foi o assunto de seu filme.
Adamson concordou em ajudá-los na adaptação de Christian para a vida selvagem na Reserva Nacional de Kora.
Música: Bon Jovi - Always.
Fonte: You Tube

Além do Céu

Esperança e Fé

Minha Mensagem ao Mundo

Um vídeo Marcante...emocionante!

Brigadeiro sem fogão


Esta receita permite degustar um delicioso brigadeiro sem precisar sujar panelas...


ingredientes

  • 1 lata de leite condensado
  • 4 colheres (sopa) de chocolate em pó
  • 1 e 1/2 xicará de leite em pó (sem preparar, só o pó)
  • Chocolate granulado para enfeitar
  • Manteiga para untar as mãos

modo de preparo

Usando uma colher de pau, misture bem todos os ingredientes em uma tigela, até formar uma massa homogênea.
Unte as mãos e faça os brigadeiros no tamanho que achar mais conveniente.
Passar no chocolate granulado.
Essa receita rende aproximadamente 30 brigadeiros de 3 cm.
Agora é só aproveitar !!!

O QUE ESTARÁ ESCRITO EM SUA LÁPIDE?

Perguntamos para dez pessoas o que elas gostariam que fosse gravado na sua casa derradeira


01. Isis Xavier (estudante de publicidade):
“Devia ter me importado menos/Com problemas pequenos/Ter morrido de amor.”
02. Zé do Caixão (ator e diretor de cinema): 
“Imagens não morrem e quem não aparece desaparece.”
03. Manuela Gambagorte (publicitária):
“Viajei muito, comi bem, agora é hora de explorar esse novo mundo underground.”
04. Isabel Lenza (publicitária):
“Já volto. Eu vi Kill Bill.”
05. Sara Motta Hypolitho (editora-chefe do Notícias MTV): 
“5, 4, 3, 2, 1. Fade out.”
06. Inri Cristo (filósofo e educador): 
“Eu, incompreendido, uma vez mais amei sem nada exigir em troca.”
07. Manoel Rocha (coordenador de projetos especiais da Módulos): 
“Aqui jaz, a muito contragosto, Manoel Ferreira Leite Rocha.”
08. Murilo Faria (DJ)
“Os meninos levam os salgados. As meninas levam os doces.”
09. Denise Kubo Saito (estudante de design gráfico): 
“Para o passado, uma lembrança. Para o presente, um ensinamento. Para o futuro, uma inspiração. Em memória de uma renomada artista da modernidade. Utopia. Não custa sonhar.”
10. Arnaldo Baptista (músico):
“Stone Grave.”
DEIXE SUA FRASE - COMENTE!

Na Espanha, 36% das mulheres vítimas de violência doméstica

No último ano, 36% das mulheres assassinadas ou maltratadas por seus companheiros na Espanha eram imigrantes. Após a reforma de Lei de Estrangeiros no ano passado, aumentou a proteção às mulheres maltratadas em situação irregular. No entanto, os processos judiciais demoram entre dois ou três anos, lentidão que em várias ocasiões faz com que a situação da mulher seja resolvida tarde demais. Desde janeiro, 700 imigrantes regularizaram sua situação após denunciar maus-tratos por parte dos companheiros. A regularização é uma permissão de residência ao imigrante dada pelo Governo.


http://tvuol.uol.com.br/#view/id=na-espanha-36-das-mulheres-vtimas-de-violncia-domstica-0402183460CC998307/mediaId=8833040/date=2010-12-14&&list/type=tags/tags=6931/edFilter=editorial/

Deus pelo Japão!!!

Pare um minuto e vamos fazer uma oração para os nossos semelhantes.


 
Se desejarmos que uma mensagem de amor seja ouvida, ela tem que ser enviada"

Manias da Vovó

Dez erros que os pais cometem e afastam os filhos adolescentes

VLADIMIR MALUF 

Da Redação
  • Na adolescência, há um afastamento natural, para que os filhos possam testar sua autonomia
    Na adolescência, há um afastamento natural, para que os filhos possam testar sua autonomia
  • A adolescência é um período complicado para pais e filhos. As relações ficam mais difíceis, as preocupações aumentam e é preciso administrar com calma essa fase cheia de experiências novas para os jovens. Para evitar o distanciamento, duas especialistas listam dez erros comuns, cometidos pelos pais, em relação aos adolescentes.
1º ERRO: não entender que os filhos cresceram
As crianças são muito ligadas aos pais. Mas, na adolescência, há um afastamento natural, para que os filhos possam testar sua independência e autonomia. E isso não significa que os jovens não gostam mais de seus pais. A psicóloga Marina Vasconcellos explica que os adultos devem entender esse momento e dar mais liberdade (claro, com limites). “Não dá para permitir tudo, mas é um erro impedir que os adolescentes tenham experiências novas, afinal, eles cresceram e precisam disso para a construção da identidade.”
2º ERRO: minimizar as descobertas
Os pais costumam dizer aos filhos que sabem perfeitamente pelo que eles estão passando, pois já viveram tudo aquilo. E, portanto, acham que podem dizer qual é o melhor caminho. Marina diz que isso é um erro. “É preciso respeitar o momento do filho, sem impor seu modo de pensar. Por mais que tenhamos ideia de como é, agora é a vez deles”, diz a psicóloga. “É impossível impedir o sofrimento dos filhos. Todos têm tristezas e dificuldades. Os jovens também.”
3º ERRO: não saber como controlá-los
Os adolescentes se consideram maduros e não gostam de dar satisfações. Mas precisam. E o ideal é fazer com que isso aconteça naturalmente, sem a necessidade de cobrar explicações. De acordo com Marina, “se os adolescentes são tratados com respeito, geralmente, retribuem da mesma maneira”, diz ela. “Pais que julgam bloqueiam os filhos, que se fecham. Em uma relação saudável, as conversas fluem normalmente. Isso inclui falar sobre que estão passando, apresentar os amigos, compartilhar as experiências”. O conselho dela é dar espaço para que o filho se abra, sem que sinta medo de ser julgado. “Quebre o clima de tensão entre vocês com bom humor.”

  • Thinkstock
    Não minimize as descobertas do seu filho sempre repetindo que já passou por tudo isso
4º ERRO: exagerar nas cobranças
A adolescência é uma fase de muitas cobranças. Os pais querem que os filhos tenham um bom futuro, estudem, tenham boas companhias, criem responsabilidade, não se envolvam com drogas... A sugestão de Marina é escolher a forma certa de cobrar. “Os pais devem ser afetuosos, senão não funciona. Não podem apenas cobrar. A cobrança precisa ser intercalada com carinho, diversão, momentos descontraídos e diálogos. Muita pressão cansa os dois lados: adolescentes e pais.”
5º ERRO: não saber dar liberdade
Podar demais não dá certo. “Deixe que o seu filho durma na casa dos amigos”, exemplifica Marina Vasconcellos. “Ligue para os pais do amigo, certifique-se de que é seguro e permita”. De acordo com a psicóloga, os pais têm dificuldade para saber qual é o momento certo de permitir que os filhos saiam à noite. “Aos 15 ou 16 anos, eles querem chegar mais tarde em casa. Querem ir para as baladas. Deixe-os ir, mas é importante ir buscá-los, para ver como saem dessa balada (se estão com os olhos vermelhos ou bêbados, por exemplo)”, recomenda a psicóloga. “Combine um horário condizente com a idade e a maturidade do seu filho.”
6º ERRO: demonstrar falta de confiança
Certificar-se de que o seu filho está em segurança é bem diferente de vigiá-lo. De acordo com a psicoterapeuta Cecília Zylberstajn, o filho pensa que, se o pai não confia nele, pode fazer o certo ou o errado, pois não fará diferença. “Investigar exageradamente não estimula a responsabilidade. Gera um clima de desconfiança –e as relações íntimas são baseadas na confiança”, alerta a especialista. “Diga para o seu filho que quer se assegurar de que ele estará bem e informe-se, mas não aja às escondidas.”
7º ERRO: desesperar-se nas crises
Os adolescentes dão trabalho. Mas é essencial agir com cautela. “As reações precisam ser proporcionais aos fatos”, diz Cecília. “Se o seu filho entrou em coma alcoólico é uma coisa, se chega cheirando a bebida é outra. Os pais devem hierarquizar a gravidade dos problemas”. De acordo com a psicóloga, ter uma reação desmedida (ou dar broncas muito frequentes) estimula o filho a mentir. “Para o adolescente, o problema é a bronca. Ele não pondera se suas atitudes podem ser perigosas. Por isso, converse com calma, para entender as razões que o levaram a fazer escolhas erradas. Descubra se é algo frequente e explique as consequências.”
  • Thinkstock
    Colocar defeito em todos os namorados dos seus filhos pode afastá-los de você. Cuidado!
8º ERRO: constranger os filhos
Na adolescência, é comum os filhos terem vergonha dos pais. Tente compreender isso. Cecília explica que os pais são munidos de informações que podem envergonhar o filho diante dos amigos. Particularidades que só os pais sabem, mas que o jovem não quer que sejam reveladas. “Os adultos precisam evitar expor a intimidade dos filhos, pois, muitas vezes, o deixam constrangido. Evite, também, estender muito as conversas com os amigos dele. “Pai e mãe não são amigos. Pais que querem ser amigos não estão sendo bons pais”, alerta Cecília. “A relação precisa ser hierárquica. Isso não significa que tenha de ser ruim. A diferença é que, com amigos, temos relações de igual para igual. Entre pais e filhos não é assim”, diferencia a psicóloga. “Os pais podem ser bacanas, compreensivos, divertidos, mas são pais.”
9º ERRO: colocar seu filho em um altar
Pare de pensar que ninguém está à altura do seu filho. É comum os pais colocarem defeitos em todos os amigos e, principalmente, nos namorados que os adolescentes têm. Cecília lembra que o excesso de julgamento faz com que os filhos se fechem. “O resultado de tantas críticas é que os filhos passam a esconder namorados e amigos dos pais. Eles perdem a vontade de apresentar pessoas com quem convivem e começam a ficar mais na rua do que dentro de casa”, alerta.
10º ERRO: fazer chantagens
Ameaçar cortar a mesada, caso o filho não obedeça, é muito comum. Assim como dizer que, enquanto ele viver às suas custas, não poderá tomar certas atitudes. “Isso é uma chantagem e não educa”, resume Cecília. “Os pais devem explicar as razões que os levam a proibir determinados comportamentos. Com ameaças, o jovem apenas obedece para não perder um benefício”. A psicóloga diz, ainda, que, agindo assim, a relação entre pais e filhos fica muito rasa. “É como beber e dirigir: quem não faz, pois sabe que é perigoso para si e para as outras pessoas, compreende o problema. Quem deixa de fazer apenas por medo da multa, não entende os riscos”, exemplifica.
http://estilo.uol.com.br/comportamento/ultimas-noticias/2011/03/26/dez-erros-que-os-pais-cometem-e-afastam-os-filhos-adolescentes.htm

Lasanha de Regime

Desfolhe e escalde o repolho. Numa panela, leve ao fogo a carne moída, alho, cebola, cenoura, orégano, sal, pimenta, extrato de tomate e a água. Deixe cozinhando a...

Ingredientes

Divulgação
  • 1 repolho médio
  • 1/2 quilo(s) de carne moída
  • 1 dente(s) de alho amassado
  • 1 cebola grande
  • 2 cenouras picadas
  • 1 colher(es) de chá de orégano
  • sal e pimenta
  • 1 lata(s) de extrato de tomate
  • 1/2 litro(s) de água
  • 1/2 litro(s) de molho branco
  • 200 grama(s) de queijo ralado

Modo de preparo

Desfolhe e escalde o repolho. Numa panela, leve ao fogo a carne moída, alho, cebola, cenoura, orégano, sal, pimenta, extrato de tomate e a água. Deixe cozinhando até formar um molho consistente. Arme a lasanha colocando, na ordem, as seguintes camadas: repolho, molho de carne, molho branco e queijo ralado. Leve ao forno para dourar.

A pior música de todos os tempos!

Metrô de São Paulo disponibiliza pianos para seus usuários nas estações

Projeto faz parte do conjunto de atividades culturais, como exposições de arte e leitura de poesia, realizadas pelo metrô da cidade há alguns anos

Por Agência EFE
  Divulgação
Usuários do metrô poderão se distrair tocando piano em quatro estações de São Paulo
Os responsáveis pelo metrô de São Paulo puseram nesta quinta-feira (24/03), à disposição dos passageiros, quatro pianos em diferentes estações, uma iniciativa que faz parte do programa cultural no transporte público paulista.
Os instrumentos foram colocados em quatro das 58 estações do Metrô e passarão por todas as demais com a intenção de que os usuários se esqueçam do ritmo frenético que os envolve e se encorajem a tocar.
O projeto faz parte do conjunto de atividades culturais, como exposições de arte e leitura de poesia, realizadas pelo Metrô há alguns anos, explicou o diretor do departamento de marketing da companhia, Aloizio Gibson.
Os usuários poderão testar suas habilidades musicais desde a abertura do serviço, nas primeiras horas do dia, até o fechamento das estações, à meia-noite, em quatro pianos fabricados pela companhia brasileira Fritz Dobbert.
A iniciativa inspira-se no projeto "Play Me I'm Yours", que o artista britânico Luke Jerram iniciou em 2008, e que consiste em colocar pianos em locais abertos em distintas cidades de todo o mundo para que os cidadãos ofereçam um concerto improvisado.
"É uma experiência interessante ver como o público para e faz grandes apresentações. Há artistas que se aproximam porque não têm onde tocar e também cidadãos que nunca tocaram. As motivações são as mais diversas", disse Gibson, quem acrescentou que se trata de uma "manifestação artística da população".
O presidente do metrô de São Paulo, Sergio Avelleda, explicou que "a intenção é tornar o ambiente mais agradável" nas estações, além de potenciar "a arte em suas diversas manifestações", segundo um comunicado.
A empresa que administra o metrô de São Paulo dispõe de um acervo de 90 obras de autores reconhecidos que exibe em distintas estações, além de programar atuações de humoristas e, inclusive, projeções cinematográficas.
Segundo números oficiais, todos os dias 3,4 milhões de pessoas utilizam o metrô na cidade.
Para Blanco, o auditório "é o que mais expressa o conceito de Niemeyer porque reforça muito a ideia de que o protagonista é a praça", que estará aberta ao público de maneira permanente.
Por sua vez, o edifício polivalente abrigará um cinema, que será inaugurado por Woody Allen, e a recepção do centro